ACWI

ACWI: um fundo para investir no mundo inteiro

Neste texto você vai aprender:

Um dos maiores desafios de se conseguir investir de forma eficiente é a famosa diversificação. As variáveis são muitas: aspectos de risco, de liquidez, geográficos e cambiais são apenas alguns dos que o investidor deve considerar na hora de distribuir seu dinheiro entre diferentes classes de ativos.

Agora, escolher investimentos que ofereçam diversificação geográfica (fora do Brasil) e cambial (em moedas fortes) de verdade não é algo ainda do dia a dia do investidor médio. Para ajudar nesta forma de diversificar investimentos, você pode utilizar o ACWI, um ETF que diversifica investindo em empresas… bem, do mundo inteiro! Será que ele tem espaço na sua carteira? Vamos conferir.

O que é o ACWI?

ACWI é o código de negociação do fundo iShares MSCI ACWI ETF, que busca replicar o índice MSCI All Country World. Vamos entender seu alcance para além do nome, que sugere que o fundo diversifica em empresas ao redor do mundo todo.

🌎 A alocação geográfica é dividida em 3 categorias

➡️ Estados Unidos: a maior parte dos ativos do fundo é alocada em ativos americanos;

➡️ Outros mercados desenvolvidos: grandes e médias empresas de países como Reino Unido, Japão, Canadá e Alemanha também fazem parte do índice;

➡️ Emergentes: por fim, empresas de países menos maduros, mas com grande potencial de valorização, completam a alocação do ACWI.

Ok, já entendemos que o ACWI se espalha pela Terra inteira. Mas será que isto basta para uma diversificação efetiva? Afinal, um erro comum dos investidores iniciantes é acharem que quanto mais ativos tiverem em carteira, mais diversificados estão, o que não é necessariamente verdade.

Se muitos ativos correlacionados (que se comportam de forma parecida dadas certas condições de mercado) estiverem na mesma carteira, não importa se o investidor detém um, dez ou cem deles – o resultado de retorno será praticamente o mesmo.

Como, então, o ACWI mostra seu potencial de diversificação além da geografia?

💵 Exposição cambial: como mencionei acima, o investidor brasileiro costuma ter dificuldade de fugir do risco da moeda brasileira, o real, quando aloca seus recursos. Através do ACWI, o investidor está exposto às moedas dos principais países onde as empresas que o compõe estão sediadas, incluindo o dólar, o euro, o iene japonês e a libra, historicamente estáveis e com potencial de preservação de poder de compra.

Naturalmente, a exposição também inclui ‘moedas fracas’, como o renminbi chinês, o real brasileiro e a rupia indiana. No entanto, o percentual de empresas do fundo que têm seu faturamento nestas moedas é baixo, fazendo com que o risco de desvalorização frente a moedas fortes seja pouco relevante para o retorno do investidor.

Há pouco mencionei que apenas ter uma grande quantidade de ativos não garante diversificação. Mas quando as escolhas são feitas criteriosamente, não há limite para quantas empresas um fundo pode conter de forma saudável.

🤯 Por isto, o ACWI conta hoje com aproximadamente 3.000 companhias! Pense que toda a bolsa brasileira, a B3, tem pouco mais de 400 empresas listadas, enquanto a bolsa de Nova York lista pouco mais de duas mil.

Essas milhares de companhias são escolhidas entre as chamadas large-caps e mid-caps.

  • As large-caps são as gigantes do mercado global, que consumimos praticamente a cada hora do nosso dia, como Apple, Microsoft, Johnson & Johnson, Nike etc.
  • Já as mid-caps são empresas de médio porte, com valor de mercado de ‘apenas’ 2 a 10 bilhões de dólares. Entre elas estão a XP Inc., The New York Times Company, Gerdau e Mattel.

Hoje, as 6 principais posições do ACWI são nada mais na menos que:
🖥️ Microsoft
🍎 Apple
🚀 Nvidia
🛍️ Amazon
📱 Meta
🔎 Google

Obviamente, apesar de o topo da lista ser composto de empresas de tecnologia, os setores cobertos pelo ACWI são muito variados. Vão de finanças a commodities, de saúde a bens industriais, de comunicações a mercado imobiliário. Enfim, diversificação de verdade.

Outro aspecto interessante do ACWI é o constante rebalanceamento dos ativos que o compõem. Trimestralmente, a MSCI, gestora responsável pelo fundo, faz um pente fino na sua composição e determina se (e quais) empresas serão excluídas. Além disto, o time de analistas da MSCI estuda constantemente os mercados globais em busca de novas companhias que possam ser acrescentadas.

Os critérios mais importantes nesta análise são:

➡️ Capitalização de mercado (tamanho da empresa),

➡️ Liquidez (volume de negociação de suas ações) ,

➡️ Representatividade geográfica e setorial (se a empresa se destaca em seu ramo).

O resultado desta análise resulta na exclusão ou inclusão de empresas e na redefinição do peso das que já estão no índice, ou seja, se uma determinada empresa terá maior ou menor impacto no resultado total do fundo.

Vantagens de se investir no ACWI

Além da já explorada vasta diversificação do fundo, ele tem custo relativamente baixo de administração (0,32% a.a.). Ele também é uma opção prática para o investidor: basta adquirir uma cota do fundo e ele já participa do resultado das milhares de empresas que o compõem.

O investidor também não precisa se preocupar com a seleção de ativos, uma vez que os gestores do fundo fazem o rebalanceamento automaticamente. Por fim, outra facilidade é que os dividendos gerados pelas empresas são automaticamente reinvestidos no próprio fundo.

Desvantagens de se investir no ACWI

O fato de ele ser diversificado no mundo inteiro tem uma limitação. Em momentos de crises globais, ele não tem a versatilidade de buscar um ou outro setor que esteja escapando da instabilidade, como um fundo ativo de ações o faria.

Outro fator potencialmente frágil do ACWI é, apesar da diversificação, um peso atualmente muito intenso em empresas de tecnologia. Isto é natural, porque elas são hoje as mais valiosas do mundo. No entanto, situações que impactem o setor como um todo (como altas globais de taxas de juros, por exemplo), tendem a impactar direta e negativamente o fundo.

Ficha técnica do iShares MSCI ACWI ETF*

  • Ativos: US$ 18,5 bilhões
  • Taxa de Administração: 0,32% a.a.
  • Valor da Cota: US$ 112,59
  • Variação em 1 ano: +17,35%
  • Variação em 5 anos: +52,64%

*Valores no fechamento do dia 25/06/2024

E você? Acha que o ACWI tem espaço nos seus investimentos?

Bons investimentos!

Aviso legal
Aqui é o momento em que temos que avisar que nada neste texto configura sugestão de investimento. Para escolher boas opções para incluir em seu portfólio, estude bastante e conte com seu especialista em investimentos internacionais.

Quer receber novidades sobre investimentos mundiais?

 

Este post foi útil? Avalie
Compartilhe

Assine nossa newsletter!