A B3 é a principal bolsa de valores do mundo?

A B3 é a principal bolsa de valores do mundo?

Será que a B3 está entre as principais bolsas de valores do mundo?

Talvez mais importante do que saber essa resposta, seja entender como a bolsa brasileira sofre influência de outros mercados. Afinal, se você ainda não entrou com os dois pés no mercado acionário, agora é o momento de desvendar por que a Faria Lima sofre com tantas oscilações, e por que tudo – ou quase tudo – afeta o nosso mercado.

A principal bolsa de valores do mundo é USA

O mercado acionário é composto por diferentes bolsas, nas quais são negociadas diversas ações de empresas do mundo todo.

Na prática, quando se diz que uma bolsa de valores está em determinada posição em relação às outras, o que se analisa basicamente é:

  • a quantidade de transações realizadas durante o ano;
  • o número de empresas listadas;
  • o volume das transações realizadas no ano;
  • o valor de mercado total da bolsa;
  • o tempo de existência da instituição.

Com base nesses critérios, existe sim um ranking das principais bolsas de valores do mundo. Confira:

1️⃣ NEW YORK STOCK EXCHANGE (NYSE) 🇺🇸

A Bolsa de Valores de Nova York é administrada pela NYSE Euronext e está localizada em Manhattan. Os principais índices que partem dela são o NYSE Composite Index, Average e o Dow Jones Industrial. Essa bolsa de valores foi criada em 1792 e fundada oficialmente em 1817, sendo uma das mais antigas do mundo.

O valor de mercado da NYSE é extremamente relevante:

  • São mais de 2,5 mil empresas listadas;
  • Em média de 1 bilhão de ações negociadas por dia;
  • Valor de capitalização de mercado acima dos US$ 28 trilhões.

2️⃣ NASDAQ STOCK MARKET 🇺🇸

Será que você sabe onde fica a segunda maior bolsa de valores do mundo?

A Nasdaq transferiu sua sede para a Times Square, há seis anos. Com mais de 3,7 mil empresas listadas, ela facilmente poderia ocupar o primeiro lugar desta lista, se não negociasse tantas ações de companhias de pequeno e médio portes, resultando em uma capitalização menos expressiva em comparação com a NYSE.

Ah, a Nasdaq reúne as principais empresas de tecnologia do mundo, como Apple🍎, Microsoft🖥️, e Google🔎; é a bolsa queridinha do setor.

3️⃣ SHANGAI STOCK EXCHANGE (SSE) 🇨🇳

Uma bolsa relativamente nova – fundada em 1990 – ocupa o terceiro lugar do ranking, e é a principal da China

Em junho de 2021, o valor de mercado da SSE era de aproximadamente US$ 7,6 trilhões, com quase 2 mil empresas listadas de diversos segmentos.

Suas principais representantes são empresas que originalmente tinham forte presença estatal, como bancos comerciais e seguradoras. China Life, Bank of China e a PetroChina são alguns exemplos relevantes.

4️⃣ HKSE 🇭🇰

A história da Hong Kong Stock Exchange (HKSE) começou em 1891, quando ainda era conhecida como Stockbrokers’ Association of Hong Kong.

O valor de mercado da HKSE em junho de 2021 era de US$ 6,8 trilhões, o que a coloca na quarta posição do ranking mundial, assumindo, por pouco, uma vantagem sobre o mercado japonês de ações.

Entre as companhias mais conhecidas listadas na bolsa de Hong Kong estão a China Mobile, AIA e a Tencent.

5️⃣ TOKYO STOCK EXCHANGE 🇯🇵

A bolsa de Tóquio é a quinta maior do mundo e também é uma das instituições mais antigas do setor, tendo sido fundada em 1878. Em 2012, ela passou por uma fusão com o mercado de ações de Osaka — com isso, surgiu a Japan Exchange Group.

Ao todo, são mais de 3,8 mil empresas listadas, com um valor de mercado de US$ 6,7 trilhões, aproximadamente.

🇧🇷 BOVESPA

A B3 não é a principal bolsa de valores do mundo, e nem entra no ranking das maiores, mas óbvio que não poderíamos deixar de falar dela.

A bolsa de valores brasileira surgiu em 1890, está localizada em São Paulo, e há sete anos passou por uma fusão com a Cetip S.A. Dessa união surgiu a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), a bolsa de valores brasileira como você enxerga hoje.

Entretanto, a Bovespa está ligada aos principais mercados de balcão do mundo, e com 445 empresas listadas. O Ibovespa é o seu principal indicador, mas existem outros – IBrX10, IBrA, ICO2, ISE, ITEL, IEE, INDX e IMAT.

Players internacionais x Bovespa

As diferentes bolsas de valores do mundo influenciam umas às outras. Não é porque estamos geograficamente distantes de Tóquio, por exemplo, que os eventos que acontecem lá não podem interferir no nosso mercado. No caso brasileiro, é necessário compreender o funcionamento dos mercados dos parceiros comerciais mais frequentes, como Estados Unidos e China.

🚨 Se um país parceiro está com problemas na economia, por exemplo, a tendência é que o cenário no Brasil também piore.

🚨 Essa situação foi verificada nos anos 2000 com o crescimento das commodities, principalmente da China, que impactou positivamente a Bovespa e fez com que ela apresentasse uma alta significativa.

Atualmente, até mesmo as decisões de política monetária de grandes economias mostram que o impacto no mercado acionário local é considerável.

O impacto incide sobre diferentes aspectos, mas um ponto de atenção é a taxa de juros americana, que é referência para o mundo. Na prática, ⬆️ quanto maior for a taxa de juros dos Estados Unidos, maior é o fluxo de dinheiro para o país norte-americano. Esse contexto é negativo para os países emergentes – entre eles, o Brasil. 

Outro aspecto que deve ser considerado é a correlação positiva do índice americano Standard & Poor’s (S&P), da Bolsa de Chicago, com o mercado brasileiro. Se o saldo de ações da bolsa americana estiver positivo, a tendência é que o do nosso país também esteja.

 

4/5 - (1 vote)

Conteúdos relacionados

Preencha o formulário para iniciar o download