3 investimentos melhores que a poupança

investimentos melhores que a poupança

 

Se você já começou a buscar algum tipo de informação em relação a investimentos, você já deve ter percebido que a poupança não é o melhor lugar para colocar o seu dinheiro. No decorrer desse texto, você vai conferir algumas alternativas com o mesmo nível de segurança, mas com uma rentabilidade mais apurada. Aqui, você vai descobrir três investimentos melhores que a poupança que a Faz Capital sempre usa para os nossos clientes, para que você também possa utilizá-los.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é uma das primeiras opções de investimentos que o investidor iniciante descobre ao iniciar sua jornada de estudos. Ele é bem conhecido como a porta de entrada do Tesouro Direto e funciona de uma forma muito simples. É um investimento pós-fixado, de renda fixa, que acompanha a taxa Selic.

Pós-fixado significa que o investimento acompanha um índice específico e você só descobre na prática quanto o investimento rendeu no fim da aplicação. Esse tipo de título também é o mais comum de todos do mercado.

Ao invés de ser direto ao ponto e render, por exemplo, 10% ao ano, ele rende a taxa Selic mais ou menos uma pequena correção.

No caso do Tesouro Selic, o título é pós-fixado na taxa Selic, que é nossa taxa básica de juros da economia e que pode mudar a cada 45 dias em reunião do Copom, que é o nosso comitê de política monetária.

Então, ao juntar essas informações, imagina o seguinte exemplo: se a taxa Selic é de 15%, a rentabilidade anual seria de 15% + 0,0979%.

CDBs

Outra boa opção para a sua reserva de emergência são os Certificados de Depósito Bancários, que são investimentos de renda fixa emitidos por bancos. Essa aqui é uma opção muito comum e facilmente encontrada nas mais diversas instituições financeiras.

Ainda assim, é importante que você leve algumas questões em consideração, porque quando você investe em CDBs, você está investindo em um tipo específico de renda fixa que pode ter várias características diferentes.

Então não é possível ir ao banco e falar “quero comprar CDB”, do mesmo jeito que não é possível ir à padaria e falar “quero comprar pão”, porque o atendente vai te perguntar: que tipo de pão? Maior ou menor? Artesanal? O que você vai fazer com esse pão?

No caso do CDB, você precisa estar atento ao prazo e à rentabilidade do ativo, porque nem todo CDB pode ser resgatado diariamente e nem todo CDB vai ser pós fixado no CDI, apesar de a maioria ter essa classificação. Aliás, falando em CDI, outro ponto importante é que você precisa buscar algo próximo de 100% do CDI, que é uma rentabilidade próxima do Tesouro Selic.

Fundo de investimento DI

A terceira opção de investimentos melhores que a poupança para reserva de emergência são os fundos de investimento DI.

Um fundo de investimento é a junção de dinheiro de vários investidores diferentes em um fundo, que é gerido por um gestor técnico responsável. Em uma estrutura como essa, o investidor comum consegue ter acesso a investimentos que só seriam possíveis em uma grande estrutura como um fundo de investimento.

E da mesma forma que o CDB, você não vai sair por aí falando “quero comprar o fundo de investimento DI”, porque existem vários fundos de jeitos diferentes. Então, você vai precisar conferir na sua corretora as opções disponíveis e verificar aquele que tem uma menor taxa de administração e rentabilidade dos últimos anos próximo de 100% do CDI.

No caso dos fundos DI, existe uma legislação que diz que esse tipo de estrutura tem que ser composta de, no mínimo, 95% títulos atrelados ao CDI ou à Selic. Por isso, apesar de termos vários tipos de fundos diferentes no mercado, essa classe de fundos tem composições bem semelhantes.

Posso utilizar investimentos melhores que a poupança na reserva de emergência?

A parte mais importante que um investimento para a sua reserva de emergência deve ter é a liquidez e isso a poupança tem de sobra. Se você pedir para resgatar o seu recurso em um dia, é possível receber no mesmo dia ou, no máximo, no dia seguinte, dependendo do horário que você fizer a sua solicitação.

Só que isso não é um benefício exclusivo da poupança. Os fundos DIs, os CDBs e o Tesouro Direto também possuem essa característica da liquidez diária e são, sim, investimentos melhores que a poupança. Então, todas essas opções podem funcionar muito bem para guardar seu dinheiro rápido.

Só preciso me preocupar com a liquidez?

Outro ponto importante é o risco. Nesse tipo de investimento, você não pode colocar seu recurso em lugares arriscados e que podem oscilar preços do dia para a noite. Até porque caso você precise do dinheiro de um dia para o outro, é bom saber que você pode contar com uma quantia certa e que ela não vai cair em um dia simplesmente porque o mercado está ruim.

Neste caso, a Poupança faz sentido, porque ela não vai desabar do dia para a noite. Só que esse também é o caso dos fundos DI, dos CDBs e do Tesouro Direto. E a mesma lógica se aplica para o risco dessas aplicações. A poupança e os CDBs são garantidos pelo Fundo Garantidor de crédito até o limite de 250 mil reais por instituição financeira. O Tesouro Direto não tem a garantia do FGC porque é um recurso do Tesouro Nacional. É essa a instituição que respalda o seu investimento.

Na maior parte das vezes, inclusive, os investimentos no Tesouro são os mais seguros de cada país do mundo e isso também inclui o Brasil. E, no caso do fundo DI, por mais que não haja uma garantia do FGC, os investimentos do fundo são feitos em títulos privados como os CDBs e em títulos públicos, como o Tesouro. Então, no fim das contas, essa segurança acaba sendo compartilhada.

 

Descubra como alcançar retornos consistentes de mais de 1% ao mês.

 

A rentabilidade importa?

E olha só que interessante: até esse momento, tudo que a poupança tem de positivo, todos os outros produtos apresentados também têm. Então, o que tornam esses investimentos melhores que a poupança? A questão é que esses produtos acabam ganhando na rentabilidade, porque a poupança rende conforme essa tabela aqui, dependendo do valor da Selic:

Caso a taxa Selic seja superior a 8,5%:

Rentabilidade = 0,5% a.m. + Taxa Referencial

Caso a taxa Selic seja inferior a 8,5%:

Rentabilidade = 70% Selic + Taxa Referencial

Lembrando que a taxa referencial é, geralmente, um número muito pequeno, quando é positivo. Existem momentos em que esse indicador se mantém zerado e não afeta a rentabilidade dos seus investimentos.

Para compor a sua reserva de emergência, você pode utilizar vários outros produtos para além da poupança, como apresentado no texto. Tesouro Selic, Fundos DI e CDBs são alguns exemplos de produtos que podem funcionar com uma rentabilidade superior e o mesmo nível de segurança. Ainda assim, essa é apenas a primeira etapa da jornada de um investidor. Se você precisar de ajuda para construir o seu patrimônio, conte com a ajuda dos especialistas da Faz Capital para te apoiar em seu desenvolvimento.

5/5 - (2 votes)

Conteúdos relacionados

Preencha o formulário para iniciar o download