Tesouro EDUCA+: novo investimento para a educação dos filhos

Tesouro Educa+

Se você está procurando um investimento seguro e interessante para a faculdade dos seus filhos, talvez ele tenha chegado agora mesmo! Estamos falando do novo Tesouro Educa+, o novo investimento do Tesouro Direto para facilitar a acumulação de dinheiro para pagar pela educação dos seus filhos!

  • Mas será que é bom mesmo?
  • Como funciona esse investimento?
  • E quanto ele rende?

É disso que vamos falar neste artigo, então acompanhe com atenção!

PARA QUE SERVE O TESOURO EDUCA+?

Garantir vaga em uma boa universidade é o plano que a grande maioria dos pais tem para seus filhos.

Afinal de contas, isso pode garantir uma vantagem salarial gigantesca no futuro.

E um dos principais erros de quem deseja pagar pela faculdade dos filhos com investimentos é apostar na poupança

Apesar de ser melhor que nada, no vídeo abaixo nosso especialista Kelvin Saegussa deixa claro o porquê de a poupança não ser uma boa escolha para seus investimentos:

https://www.youtube.com/watch?v=OhcWJJFT9ag

Mas, para resumir aqui, em média a poupança costuma render menos que a maioria dos investimentos com risco parecido 

Além disso, com muita frequência ela rende menos que a inflação. 

Em 2022, por exemplo, a rentabilidade ficou 5,19 p.p. menor do que o CDI, o principal índice dos investimentos em Renda Fixa.

Porém, alguns pais insistem nela, começam a investir logo que seu bebê nasce e acabam enfrentando a baixa rentabilidade dessa alternativa. 

Por isso, é importante conhecer as diversas opções de investimento que existem no mercado, para que você possa escolher aquela que faz mais sentido para a sua realidade, considerando a sua tolerância ao risco e o prazo do investimento.

E, agora, o Governo Federal lançou uma opção muito interessante justamente para isso!

Com o Tesouro Educa+ você pode investir de forma inteligente para a educação de seus filhos… mas como ele funciona?

COMO FUNCIONA O TESOURO EDUCA+

O Tesouro Educa+, como mencionamos, é uma nova modalidade de investimento oferecida pelo Governo Federal.

Ou seja, é um novo Título Público disponível pela plataforma do Tesouro Direto.

O Tesouro Direto é o canal oficial do Governo Federal para oferecer Títulos Públicos para investimento, que podem ser comprados por toda a população.

Títulos Públicos são, basicamente, pequenos pedaços da dívida pública brasileira, que é a dívida contraída pelo Tesouro Nacional para financiar o déficit orçamentário do governo federal, ou seja, pagar as despesas do governo acima da arrecadação com impostos e contribuições.

Assim, o Governo oferece várias modalidades de investimento, nas quais você “empresta” dinheiro para o Governo e recebe juros. Você já deve conhecer as outras:

  • Tesouro SELIC
  • Tesouro Prefixado
  • Tesouro IPCA+
  • Tesouro Renda+

E, agora, o Tesouro Educa+ entra também nessa família!

O Educa+ tem um foco claro: ajudar você a planejar desde cedo os gastos com a universidade de seus filhos de uma forma fácil, rentável e segura.

Durante alguns anos, o investidor fará aportes periódicos no título escolhido e receberá uma rentabilidade prefixada somada da variação da inflação medida pelo IPCA, seguindo a mesma lógica do Tesouro IPCA+ e do Tesouro Renda+, por exemplo.

Na data de conversão, os aportes cessam. Começa, então, o período do pagamento da renda.

Essa renda é paga de forma mensal sempre a partir de 15 de janeiro do ano escolhido, por um prazo de cinco anos, ao final dos quais o título finalmente vence.

Ou seja, é bem simples.

Você vai colocando dinheiro em um título em um período de acumulação, na data predefinida ele muda para o modo “pagamento” e começa a te devolver esse seu investimento, somado de uma rentabilidade e da inflação.

Hoje, há 16 títulos Tesouro Educa+ disponíveis para compra no Tesouro Direto, com datas de conversão para todos os anos de 2026 a 2041.

Além disso, um incentivo legal é que esse título não tem taxa de custódia para quem receber o equivalente a até quatro salários mínimos no fluxo de pagamentos mensais futuros e para quem carregar o título até o vencimento. 

Para quem passa desse valor, será cobrada uma taxa de 0,10% ao ano sobre o excedente.

Vale mencionar também que:

  • A partir de outubro de 2023, familiares como tios, avós, poderão contribuir com o investimento de forma coletiva.
  • Empresas vão poder participar do Educa+. Desta forma, os pais investiriam um valor e a empresa em que trabalham poderia investir o mesmo valor, como ocorre com a aposentadoria.

E se você quiser ou precisar do dinheiro antes da data de conversão?

O investidor poderá vender o título Educa+ a partir de 60 dias após a compra, a preço de mercado. Caso venda antes do período estipulado, será cobrada taxa de custódia.

Se o investidor ficou até sete anos com o título e vendeu nesse período, o pagamento será de 0,50% ao ano sobre o valor de resgate. De sete a 14 anos, a taxa é de 0,20% ao ano e acima de 14 anos, o valor cobrado será de 0,10%.

O Tesouro Educa+ paga Imposto de Renda?

Há um pagamento de imposto de renda maior sobre os rendimentos. Isso porque a alíquota do IR é regressiva conforme o prazo do investimento:

 

TAXA

PRAZO

22,50%

Até 180 dias

20,00%

Entre 181 e 360 dias

17,50%

Entre 361 e 720 dias

15,00%

Acima de 721 dias

 

É SEGURO INVESTIR NO TESOURO EDUCA+?

Mas é realmente seguro emprestar o dinheiro da faculdade de seus filhos para o Governo do Brasil através do Tesouro Educa+?

Sim.

Inclusive, os títulos do Tesouro Direto podem ser considerados os investimentos mais seguros do Brasil.

Isso porque o emissor do título não é um banco ou uma empresa privada, mas sim o próprio Governo Federal.

Assim, se o emissor tiver dificuldades em honrar seu compromisso, ele vai, no limite, “imprimir” mais moeda e fazer o pagamento.

O calote só acontece em uma calamidade nacional.

Por isso, os títulos públicos são considerados como o “ativo livre de risco”, também chamados de “risco soberano”.

QUANTO RENDE O TESOURO EDUCA+?

Como quase qualquer investimento, a rentabilidade do Educa+ depende do prazo de investimento.

Quanto mais longe do vencimento estamos, maior a rentabilidade prefixada, embora a rentabilidade do IPCA seja igual para todos:

 

 Tesouro Educa+

Fonte: Tesouro Direto

Conheça a calculadora do Tesouro Educa+

E se você quer saber qual a opção ideal para você, o Tesouro Direto proporcionou uma novidade muito interessante…

Estamos falando da calculadora do Tesouro Educa+!

É só colocar as seguintes variáveis:

  1. A idade de seu filho;
  2. Com qual idade ele começará a estudar;
  3. Quanto por mês você precisará receber para pagar seu estudo;
  4. E quanto você tem hoje para começar a investir;

Aí a calculadora te mostra a opção ideal de Título Educa+, além da sugestão de aporte mensal!

Para utilizá-la, basta apertar neste link!

VALE A PENA INVESTIR NO EDUCA+ PARA A EDUCAÇÃO DE SEUS FILHOS?

A resposta para essa pergunta, fundamentalmente, depende do investidor.

Essa é uma iniciativa legal do Tesouro Direto, que simplifica a acumulação para pagar o ensino das crianças, especialmente para aqueles que entendem menos de investimentos, e que têm mais dificuldade em guardar dinheiro.

Como o próprio Rogério Ceron, Secretário do Tesouro Nacional diz: “Existe como uma plataforma de educação financeira para as famílias. Acreditamos que seja revolucionário como um investimento para a educação.”

Por isso, é uma boa coisa.

Porém, se você está pensando na sua carteira de forma completa, é bom estudar as possibilidades que você tem.

Talvez você tenha prazos mais longos e boa tolerância ao risco, e possa colocar parte de seu dinheiro em renda variável, por exemplo. Assim, as possibilidades de ganho poderiam superar as do Tesouro Educa+.

Com essa escolha, ninguém melhor para te ajudar do que um assessor da Faz Capital

Basta apertar neste link para falar com um especialista da Faz e investir para a educação dos seus filhos da melhor forma possível!

 

[contact-form-7 id=”91a3b34″ title=”conteudo-rico-e-book-renda-fixa”]

5/5 - (1 vote)

Conteúdos relacionados

Preencha o formulário para iniciar o download