Casa na praia: quanto custa comprar e manter?

Atualizado em 24 de janeiro de 2024

9 minutos de leitura

Por Redação Faz Capital

Quem nunca sonhou em ter uma casa na praia, para passar o verão vendo o mar e tendo alguns meses por ano de uma vida com menos estresse e correria do que na cidade? Se você já se imaginou nesse cenário, provavelmente quer saber quanto é necessário realizar esse sonho, não é? É por isso que, neste artigo da Faz Capital, vamos te mostrar quanto você pode esperar pagar para ter uma casa na praia enquanto mora a maior parte do ano na cidade!

Além desse valor, também vamos dar dicas importantes para você economizar nesse plano – e, quem sabe, até ganhar dinheiro com ele!

Vamos para o conteúdo!

DICAS PARA TER UMA CASA NA PRAIA SEM GASTAR MUITO

Dicas para ter uma casa na praia sem gastar muito

Primeiramente, e apesar de ser o sonho de muita gente, ter uma casa na praia é um passo financeiro bem grande para se dar.

Por isso, é importante atentar para algumas dicas que podem te ajudar a gastar menos – e até ganhar dinheiro – com a realização desse plano!

Por isso, antes de falarmos de valores, separamos alguns pontos que vão abrir seus olhos e te ajudar muito a atingir esse objetivo pagando menos! Vamos lá:

1️⃣ Compre a casa em uma praia que você gosta e que tem boas perspectivas futuras

A primeira parte é desnecessário explicar. Você precisa gostar da praia na qual está comprando a propriedade, e ter vontade de ir lá. 

A segunda, porém, é importante: 

Algumas praias no Brasil se popularizaram muito nos últimos anos, o que fez as propriedades e terrenos lá se valorizarem muito! Por isso, conheça as perspectivas futuras de sua praia antes da compra. 

É só ver o que rolou em Balneário Camboriú, por exemplo:

2️⃣ Pesquise antes de comprar seu imóvel na praia

Após escolher sua praia, é hora de verificar os melhores locais para comprar seu imóvel, de acordo com o seu perfil e estilo de vida. 

O ideal é o bairro ter estrutura básica de lojas, mercados, farmácias e qualquer outro empreendimento que você valorize.

3️⃣ Compre sua casa na praia na planta

Existe um outro artigo da Faz Capital no qual mostramos quanto custa comprar um imóvel de R$ 1 milhão na planta. 

O desconto é excelente, por isso, se você aguentar esperar uns 3 anos para seu imóvel ficar pronto, pode ser uma opção bem econômica. 

4️⃣ Verifique regularmente seu imóvel no litoral

Não esqueça sua casa na praia quando não estiver lá! Antes e depois da temporada, faça inspeções regulares para identificar problemas, evitando danos maiores e custos mais elevados de reparo. 

Ou, em vez de você cuidar da manutenção, é possível contratar serviços de manutenção programada, como limpeza de piscina, corte de grama, limpeza interna e externa, etc.

5️⃣ Desligue aparelhos e sistemas para economizar nas contas

Desligar eletrônicos, eletrodomésticos e sistemas de água e energia quando você não estiver na casa da praia reduzirá o consumo de energia e pode evitar falhas ou danos.

6️⃣ Faça armazenamento adequado de imóveis e pertences na casa da praia

É uma cena muito comum abrir a casa da praia e ver aqueles plásticos e cobertores cobrindo tudo quando você chega no verão. E não é sem motivo…

Ao fechar a casa no final da temporada, vale armazenar móveis e pertences adequadamente para protegê-los da umidade e de possíveis danos.

7️⃣ Faça um seguro residencial adequado para sua casa na praia

Certifique-se de ter um seguro residencial abrangente que cubra todos os possíveis danos à propriedade na sua ausência. 

Esse é um daqueles gastos que pode te poupar de muita dor de cabeça no futuro…

8️⃣ Considere colocar a propriedade para alugar enquanto não estiver por lá

Se você quer ter uma casa na praia morando na cidade, é possível que só precise dela mesmo durante uns 2 ou 3 meses do ano. 

Várias pessoas estão interessadas em ir para a praia na baixa temporada, e dispostas a pagar aluguel por isso. 

Portanto, alugando sua casa na praia enquanto não está lá, você pode transformar uma fonte de despesas em um investimento, que será uma fonte de renda secundária!

 

Quanto custa ter uma casa na pria morando na cidade?

Quais são os custos a considerar para ter sua casa na praia?

🏡 Custo do imóvel

Primeiramente, há o custo de compra da casa na praia, que depende muito da idade do imóvel, localização, cidade, e vários outros fatores… Porém, os custos mensais de manter uma casa na praia quando você mora nela apenas dois ou três meses por ano são mais previsíveis…

E quanto, em dinheiro, fica tudo isso? Vamos ver passo a passo:

É difícil fornecer um número exato, pois os custos variam amplamente de acordo com a localização e diversos outros fatores. 

Porém, usaremos a tabela do Fipezap, que considera os valores médios de compra e venda de imóveis nas principais 50 cidades do Brasil:

Fonte: FipeZap

 

De acordo com esse índice, o valor médio do m² no Brasil é de R$ 8.697

Porém, como imóveis na praia muitas vezes são mais caros do que fora dela, vamos adicionar um extra de 15% nesse valor, elevando ele a R$ 10.001,55

Assim, considerando 3 tamanhos de imóveis, você pode esperar pagar:

  • 50m²: R$ 500.077
  • 75m²: R$ 750.116
  • 100m²: R$ 1.000.155

 

Para uma estimativa dos custos mensais, vamos considerar as seguintes condições:

  • O imóvel pertence a você
  • Você precisa pagar condomínio
  • Você vai passar 2 meses inteiros na praia por ano, e o resto do tempo a casa estará vazia com as utilities desligadas
  • Você vai junto com mais 3 pessoas passar esses 2 meses lá, para considerar uma família

Fazemos isso para tentar criar um cenário mais realista, que contemple mais pessoas.

Vale lembrar que algumas dessas estimativas vou tirar do nosso vídeo “Quanto Custa Morar Sozinho”. Depois vale a pena você dar uma olhada nele:

🏡 Impostos

Eles sempre estarão presentes, e o principal com o qual você deve se preocupar é o IPTU. O IPTU varia muito no Brasil, mas vamos considerar aqui um valor mensal de R$ 75.

🏡 Condomínio

Caso seja um apartamento de um prédio, ou em um daqueles condomínios de casas, você deve considerar gastos com o condomínio. O valor varia muito também com base no que é oferecido, então vamos considerar um valor de R$ 200 por mês.

Lembrando que, para vários desses valores, estamos jogando um pouco para cima, para você não se assustar depois.

🏡 Seguro residencial

Segundo o Valor Investe, um seguro residencial custa, em média, R$ 456,55 por ano, ou seja, podemos considerar R$ 38,05 ao mês.

🏡 Manutenção regular

Aqui incluímos serviços como corte de grama, limpeza da piscina, limpeza da casa, entre outros. O custo dependerá da frequência desses serviços e do tamanho da propriedade, obviamente.

Aqui, recorremos ao famoso ChatGPT para ter algumas estimativas, e o que ele me indicou foi:

  • Corte de grama: R$ 100
  • Limpeza de piscina: R$ 200
  • Limpeza da casa: R$ 200
    • Totalizando assim R$ 500 de manutenção por mês

 

🏡 Serviços públicos

Como água, eletricidade, gás e internet. Será mais relevante nos meses em que você estiver lá, é claro.

Entre esses ficaria:

  • Água: A média do consumo brasileiro de água é de 220 litros por dia e esta quantidade representa cerca de R$ 70,00 mensais na conta, podendo variar de acordo com cada pessoa. Vezes 4, fica R$ 280.
  • Luz: Para luz, segundo a ANEEL, R$ 100 é um bom número para 1 pessoa, mas, considerando uma família, vamos usar R$ 200 para os meses em que vocês estarão lá – não R$ 400, afinal, muitas vezes estarão usando o mesmo ambiente.
  • Para internet, é possível considerar cerca de 90 reais. Para os 2 meses em que estarão lá, R$ 180.
  • Finalmente, o botijão de gás que está na faixa de R$ 100 e deve durar os 2 meses de sua estadia.

 

🏡 Compras

Quando você estiver na praia, vai ter que comer e fazer compras. Por isso, é importante  mencionar esses custos também.

Para os gastos no supermercado, vamos considerar R$ 500 por pessoa, totalizando R$ 2000 por mês para a família inteira, nesses 2 meses.

🏡 Total

Somando todos esses valores e “diluindo” eles nos 12 meses do ano, temos:

Despesa Valor Mensal
IPTU R$ 75,00
Condomínio R$ 200,00
Seguro R$ 38,05
Manutenção R$ 500
Água R$ 30
Luz R$ 33,33
Internet R$ 15
Gás R$ 8,33
Compras R$ 333,33

Dessa forma, o valor médio que você desembolsaria mensalmente em todos os 12 meses do ano para manter uma casa na praia que usa com sua família de 4 pessoas por 2 meses por ano, considerando utilities, manutenção, obrigações financeiras e compras do supermercado é de R$ 1.233,04 por mês.

Isso além do valor de compra da casa, ou das parcelas do financiamento que você decidir realizar.

 

Vale a pena ter uma casa na praia morando na cidade?

Então, vale mesmo a pena comprar um imóvel na praia considerando esses valores?

A resposta é: depende! 

Vantagens e desvantagens de ter uma casa na praia

A primeira coisa é pensar sobre o seu estilo de vida, e no quanto você realmente vai utilizar esse imóvel.

Se a sua ideia é comprar uma casa para passar as férias, é preciso avaliar muito bem o custo-benefício de manter a propriedade para usá-la em poucas ocasiões

Talvez você fique de dezembro até o Carnaval na praia, o que é um uso relativamente grande.

Talvez você trabalhe na modalidade home office e possa passar meses lá, ou goste de ir para a praia todo final de semana, o que é um uso ainda maior.

Porém, para quem viaja apenas uma ou duas vezes por ano, por pouco tempo, talvez valha mais a pena alugar um hotel ou uma casa na praia até mais luxuosos do que ter uma propriedade por lá.

Além disso, para as famílias mais numerosas, a compra de um imóvel na praia é uma boa pedida, pois a economia com passagens e hospedagem acaba compensando o investimento mais alto na compra.  

Porém, fundamentalmente, essa escolha vai depender de você, lembrando sempre que uma das principais vantagens de comprar imóveis em praias é uma vida com mais qualidade e variedade de opções de lazer, como fazer caminhadas, aproveitar a gastronomia local e a vida noturna praiana, etc.

Já as principais desvantagens da compra desse tipo de imóvel são os custos com o pagamento de impostos e contas fixas, como água, luz e condomínio, como mencionei. 

Por isso, faça uma reflexão séria sobre:

  • Sua condição financeira atual e futura;
  • Sua vontade de ter uma casa na praia;
  • O uso que você provavelmente fará desse imóvel; e
  • As outras opções que você tem para aproveitar o litoral.

Se, depois de todo esse pensamento, essa escolha fizer sentido, damos muita força para que você realize esse sonho!

Se você sentir que não faz, não se preocupe, vai aparecer uma oportunidade de você investir esse dinheiro em algo que vale mais a pena!

E nos vemos no próximo artigo!

Este post foi útil? Avalie